A Ryanair vai voltar a voar para 90% dos seus destinos a partir de 1 de julho

  • 12.05.2020 13:01
  • João
Ryanair

Mais um vislumbre de esperança para o mercado turístico europeu. A Ryanair, a maior low-cost do continente, acabou de anunciar o recomeço da sua operação para 90% dos seus destinos a partir de 1 de julho.

Queres receber notificações acerca de novas ofertas?

Regista-te e decide a frequência de envio. Não vamos enviar spam!

De acordo com o comunicado no seu site, a Ryanair “irá operar um plano diário de quase mil voos, retomando cerca de 90% das suas rotas pré-Covid-19”. A companhia acrescenta ainda que, embora exista uma retoma de 90% das rotas, a frequência reduzida dos voos (na maior parte das vezes apenas 1 por dia), significa que, no total, a low-cost irlandesa irá operar a apenas 40%, comparativamente com o período pré-coronavírus. Este reinício estará dependente do “levantar de restrições governamentais dos voos intra-UE e da aplicação de medidas de saúde pública implementadas nos aeroportos.”

Desde que as restrições de Covid-19 foram postas em prática, em meados de Março, a Ryanair implementou uma operação reduzida, com apenas 30 voos diários entre a Irlanda, Reino Unido e Europa. A partir de Julho, a Ryanair irá reiniciar os voos para mais de 80 das suas bases na Europa. Haverão menos frequências diárias / semanais em algumas rotas principais dado que a Ryanair irá focar-se na retoma do maior número de rotas possível em detrimento de poucas rotas com frequências elevadas.

A informação completa acerca das rotas, horários e frequências está já disponível no site da companhia.

No mesmo comunicado a companhia anunciou também as medidas de segurança que irá implementar de forma a proteger os passageiros e tripulação.

Estas medidas incluem menos bagagem de porão, check in online, utilização do cartão de embarque eletrónico, verificações da temperatura à entrada do aeroporto e utilização obrigatória de máscara no terminal e a bordo. Todos os aviões da Ryanair estão equipados com filtros HEPA (semelhantes aqueles usados nas UCI hospitalares) e a cabine será desinfetada durante a noite com produtos eficazes por 24 horas. Embora o uso de máscaras e a verificação da temperatura são as medidas mais importantes para uma retoma de operações segura, serão também encorajadas medidas de distanciamento social, quer nos aeroportos, quer a bordo

A low-cost irlandesa acrescenta também que todos os membros da tripulação usarão máscaras faciais e existirão mudanças significativas do serviço de bordo, com o serviço de refeições limitado apenas a items embalados. As transações de dinheiro ocorrerão apenas de forma eletrónica.

O acesso à casa de banho irá também sofrer modificações. Os passageiros ficarão proibidos de fazer fila a bordo do avião sendo que “o acesso à casa de banho vai ser feito a pedido”.

Durante os meses de Julho e Agosto, todos os passageiros terão de preencher um formulário com detalhes acerca dos seus planos de viagem (tempo que esperam passar no destino, morada no destino, informação de contacto). Estes dados serão posteriormente fornecidos às entidades governamentais de forma a monitorizar a possibilidade de isolamento.

Queres receber notificações acerca de novas ofertas?

Regista-te e decide a frequência de envio. Não vamos enviar spam!

Sugestões de viagem