Guia das Ilhas Cíes – Como ir, onde ficar, onde comer e o que fazer 🏝️⛵

  • 19.05.2023 11:50
  • Paulo

A menos de 30 quilómetros da fronteira portuguesa fica um arquipélago em estado quase selvagem, um ótimo destino para quem aproveitar o sol e o mar com um pequeno orçamento

Queres receber notificações acerca de novas ofertas?

Regista-te e decide a frequência de envio. Não vamos enviar spam!

A muito curta distância do centro urbano de Vigo, assim que a ria se abre para o mar, encontramos as ilhas de San Martiño, Monteagudo e O Faro. Estas ilhas desabitadas e em estado quase selvagem formam o arquipélago conhecido como Ilhas Cíes.

Bastam 45 minutos de barco para chegar a estas ilhas onde se pode acampar a escassos minutos do mar cristalino e de praias de areia dourada. Apesar de pequenas, estas ilhas são também um paraíso para os caminhantes, com muitas rotas que ligam os seus famosos faróis.

O estado pristino das ilhas, a proximidade à costa galega, tudo parece ser demasiado bom para ser verdade. E há sem dúvida um senão: as visitas às Ilhas Cíes são limitadas, pelo que é preciso fazer algum planeamento para chegar até lá. Mas para que isso não te impeça de desfrutar deste pequeno refúgio tropical tão fora do lugar preparamos este guia para te ajudar a visitar as ilhas Cíes.

Guia das Ilhas Cíes – o que são

As Ilhas Cíes são um pequeno conjunto de ilhas na costa atlântica da Galiza, à entrada da Ria de Vigo. Apesar de ter havido presença humana nas ilhas desde a idade do Ferro, os seus únicos habitantes permanentes são atualmente os guardas aí destacados.

Estas ilhas são por isso uma paraíso natural, parte do Parque Nacional das Ilhas Atlânticas da Galiza. As três ilhas principais são Monteagudo, O Faro e San Martiño.

Monteagudo e O Faro estão ligadas, tanto por um caminho oficial como por um areal. É por aqui que passam a maior parte dos visitantes, já que apenas a ilha de Monteagudo conta com uma ligação regular ao continente. A ilha de San Martiño, onde não existem praticamente construções humanas, só se pode alcançar com barco privado.

Para proteger as ilhas da ação humana, o número de visitantes está limitado a 1.800 por dia. No que toca ao parque de campismo, existem apenas 600 vagas. Isto explica a necessidade de pedir uma autorização antes de viajar até às ilhas.

Melhor altura para visitar as Ilhas Cíes

Quem quer visitar as ilhas Cíes está limitado às épocas do ano em que existe transporte regular de barco, a menos que contrate um serviço privado. E mesmo para quem utiliza o serviço privado, nem sempre é possível obter autorização para viajar até às ilhas durante o inverno.

As carreiras de barco regulares operam todos os dias de Junho a Setembro e nos fim-de-semanas de Maio e Outubro. É também normal operarem todos os dias da semana santa, isto é, a semana que precede a Páscoa.

Tanto os preços do campismo como do barco são definidos de acordo com a altura em que viajas. A definição de época baixa e alta é diferente para cada empresa, mas por norma julho e agosto são sempre considerados como parte da época alta. Continua a ler para uma descrição mais detalhada dos preços de estadia e transporte.

Na hora de optares entre a época alta ou baixa, não te esqueças que o aspeto tropical destas ilhas engana, já que estamos de facto bastante a norte, e por isso a água do mar é normalmente fria fora de julho e agosto.

Como pedir autorização de visita para as Ilhas Cíes

Desde logo tens de escolher se pretendes apenas visitar as ilhas durante o dia ou se pretendes ai pernoitar e as datas em que o pretendes fazer. Isto porque o processo para obter as autorizações são diferentes.

1 – No caso dos visitantes que não pernoitam, e durante a época alta (semana da Páscoa e depois de meados de maio a meados de Setembro), o pedido para entrar nas ilhas Cíes é feito através de um site oficial da Xunta de Galicia, o órgão do governo da região autónoma. A melhor notícia é que todo o processo é gratuito.

É possível requisitar a autorização através deste link, com uma antecedência de até 90 dias. Depois de escolher a data, basta inseres os teus dados e os dados dos teus acompanhantes e confirmar.

2- Se pretenderes acampar nas ilhas, não precisas de usar o site da Xunta de Galicia, uma vez que é o próprio parque de campismo que trata da tua autorização. Por isso, basta fazeres uma reserva para acampares na ilha e esperar que a autorização te seja enviada. Continua a ler o capítulo abaixo.

Na época baixa (normalmente de meados de Setembro a meados de maio, excetuando a semana da Páscoa) deixa de ser necessário fazer o pedido à Xunta e a autorização é obtida diretamente com as transportadoras. Neste período, a visita é feita com um guia.

Onde dormir nas Ilhas Cíes

Se quiseres pernoitar nas ilhas Cíes, a única opção é o parque de campismo localizado em O Faro. Aqui vais ficar numa zona belíssima com vista sobre a Lagoa dos Nenos e a apenas sete minutos a pé da praia.

Efetuar uma reserva neste parque de campismo é a única forma de obter uma autorização para passar a noite na ilha. Os preços variam de acordo com a época em que visitas a ilha, dependendo também se trazes a tua própria tenda ou optas por alugar uma tenda no local. Consulta aqui a lista de preços para o campismo nas ilhas Cíes:

Época baixa (Semana Santa, 15 de Maio a 15 de Junho, 3 a 15 de Setembro)

Com tenda própria (por noite):

  • Adulto: 8,90€
  • Criança (3 aos 10 anos): 6,70€
  • Tenda: 8,90€

Sem tenda própria (por noite):

  • Tenda simples (até 2 pessoas): 53,00€
  • Tenda dupla (até 4 pessoas): 83,00€

Acréscimo por criança:

  • Dos 3 aos 10 anos: 6,90€
  • Dos 11 aos 17 anos: 9,90€

Época alta (15 de Junho a 3 de Setembro):

Com tenda própria (por noite):

  • Adulto: 9,90€
  • Criança (3 aos 10 anos): 6,90€
  • Tenda: 9,90€

Sem tenda própria (por noite):

  • Tenda simples (até 2 pessoas): 59,00€
  • Tenda dupla (até 4 pessoas): 89,00€

Acréscimo por criança:

  • Dos 3 aos 10 anos: 6,90€
  • Dos 11 aos 17 anos: 9,90€

Como podes verificar, o parque está encerrado durante o Outono, Inverno e início da Primavera, pelo que, durante esse período, não será possível pernoitar nas Cìes.

Como chegar às Ilhas Cíes

Como chegar a Vigo

Apesar de existirem outros portos de embarque para quem quer chegar às Ilhas Cíes, o mais habitual é sem dúvida partir de Vigo, já que a cidade é a mais bem conectada da região e aquela com melhores ligações a Portugal, principalmente a partir do Porto – é por isso este o nosso ponto de partida de referência.

Uma opção é utilizar o comboio Celta, a ligação entre a estação de Campanhã, no Porto, e Vigo. Podes adquirir este bilhete no site da companhia espanhola de caminhos-de-ferro Renfe. Esta é uma opção bastante em conta, já que é possível encontrar bilhetes a partir dos 6,75€. A viagem dura cerca de 2h20.

Também a Flixbus assegura a rota entre o Porto e Vigo. A viagem dura mais 20 minutos do que no comboio e os preços começam nos 7€, podendo existir promoções ocasionais. Também a Alsa faz esta rota, mas aqui os preços começam por volta dos 15€.

Para quem segue de automóvel, são cerca de 155 quilómetros, ou 1h46 de viagem que separam Vigo do Porto, seguindo pela A3 do lado português e A-55 e AP-9 depois da fronteira.

Se seguires de carro, podes optar por, em vez de Vigo, por partir de um outro porto com ligação às ilhas Cíes, incluindo Baiona e Cangas. Isto pode ser uma boa ideia, acima de tudo para poupar custos com estacionamento.

Como ir de Vigo às Ilhas Cíes

Para marcares a tua viagem de barco até às ilhas tens de ter já contigo a autorização de entrada, quer esta seja para uma visita de um dia ou para pernoitar. Isto porque, para comprares o bilhetes, vais necessitar do código na tua autorização, obtido através do site da Xunta da Galiza ou através do Parque de Campismo, caso tenhas reservado uma pernoita nas ilhas.

Tendo a autorização, podes agora procurar um transporte para te levar até à ilha. Apenas existe um serviço regular de barco para a ilha de Monteagudo, sendo que desta se chega facilmente a O Faro, já que as duas ilhas estão bastante próximas e estão ligadas por estrada. Do cais ao campismo, são cerca de 15 minutos a pé.

Para chegar à ilha de San Martiño, só mesmo com transporte privado. 

A empresa Mar de Ons opera várias ligações com as ilhas Cíes, a partir de Vigo, mas também de Cangas, Baiona, Sanxenxo e Portonovo.

A partir de Vigo, Cangas e Baiona:

Época Baixa

  • Adultos: 21,50€
  • Crianças (dos 5 aos 12 anos): 10€

Época Alta (Semana Santa e 1 de Julho a 11 de Setembro)

  • Adultos: 25€
  • Crianças (dos 5 aos 12 anos): 12€

A partir de Sanxenxo e Portonovo:

  • Adultos: 32€
  • Crianças (dos 5 aos 12 anos): 16 €

A Nabia Naviera também assegura uma ligação às ilhas. Os preços desta companhia são:

A partir de Vigo e Cangas:

Época Baixa:

  • Adultos: 22 euros
  • Crianças (dos 4 aos 12 anos): 10€

Época Alta (Semana Santa e 1 de Julho a 11 de Setembro)

  • Adultos: 27€
  • Crianças (dos 4 aos 12 anos): 12€

A partir de Portonovo:

Só existem ligações na época alta:

  • Adultos: 36€
  • Crianças (dos 4 aos 12 anos): 16€

Finalmente, também a Cruceros Rías Baixas liga Vigo às ilhas Cíes. No caso desta empresa, as viagens fazem-se apenas entre 1 de Julho a 15 de Setembro e sempre por 23€ para os adultos e 10€ para as crianças entre os três e os 12 anos.

Guia das Ilhas Cíes – conselhos práticos

Como vimos, não há grandes opções para alimentação na ilha. O melhor é mesmo prevenires-te e levares contigo alguma comida e água. Igualmente, outros produtos essências como o protetor solar podem ficar bastante caros se forem adquiridas na ilha, por isso aconselhamos que revejas bem a tua bagagem antes de partir.

Outra questão que deves ter em conta é que na ilha não existem locais para depositar o lixo. Por isso, prepara-te para trazeres de volta contigo todo o lixo que fizeres durante a estadia na ilha.

Planeamento é mesmo uma questão importante no que toca às ilhas Cíes. Apesar de não ser um grande impeditivo, o facto de as vagas para visitar as ilhas serem limitadas significa que tens de pedir a autorização com alguma antecedência.

Guia das Ilhas Cíes – O que fazer nas Ilhas Cíes

Agora que já sabes tudo que é preciso para planear uma viagem às ilhas Cíes, chegou a parte divertida. Fica a saber o que estas ilhas têm para te oferecer com o nosso guia para as praias, trilhos, atividades e comida nas ilhas:

Guia das Ilhas Cíes – Melhores praias nas Ilhas Cíes

No lado da ilha voltado para o continente, as águas do oceano Atlântico perdem as suas forças e transformam-se num espelho de águas cristalinas. Este acidente geológico ajuda a que as praias locais se destaquem, mesmo num país como Espanha, repleto de excelentes destinos balneares.

A praia de Rodas é a mais visitada das ilhas. Perto do cais onde aportam os ferries que vêm do continente e do parque de campismo, esta é praia tem a particularidade de ter água dos dois lados – a leste o oceano e a oeste o lago de Nenos.

Para uma experiência bem diferente temos a praia de Figueiras. Esta é uma praia recatada, que por isso se tornou um destino favorito para quem pratica nudismo. Esta é também chamada de praia dos alemães, pela associação entre o nudismo e este grupo de turistas.

Também recatadas e mais perto do cais do que a praia de Figueiras ficam os areais de Muxieiro e Areiña. Mais voltada para sul, a pequena praia de Nossa Señora é outra alternativa para quem pretende fugir às praias mais populares.

Finalmente, para quem prefere dar uma caminhada antes de deitar na areia, a praia da Cantareira fica numa recatada enseada na parte norte de Monteagudo.

Resumo das praias das Ilhas Cíes:

  • Praia de Rodas
  • Praia de Figueiras
  • Areais de Muxieiro e Areiña
  • Praia de Nossa Señora
  • Praia da Cantareira

Guia das Ilhas Cíes – Melhores trilhos das Ilhas Cíes

Apesar do seu tamanho reduzido, as ilhas Cíes têm uma tremenda variedade de fauna e flora. Por isso mesmo, uma das atividades favoritas de quem visita estas ilhas é partir à descoberta das suas zonas mais remotas por uma das várias rotas que aí existem.

São quatro as rotas principais que te levam aos vários cantos de O Faro e Monteagudo. A rota do monte Faro é talvez a mais conhecida. Passando a zona de campismo e as poucas construções da ilha, vais encontrar um cruzamento no qual deves seguir pela direita.

A partir daqui, o caminho até ao farol de Cíes é bastante direto. Mas podes optar por fazer um desvio para visitar a Pedra de Campá, uma curiosa formação rochosa criada pela erosão dos ventos atlânticos, e o observatório de aves do Alto do Campá.

Mas o objetivo final desta rota é mesmo o miradouro no cume do monte, a melhor vista panorâmica da ilha, com vista sobre as três ilhas e a ria de Vigo.

A rota do Farol de A Porta é uma alternativa à rota anterior, que nos leva a contornar a ilha pela costa, passando a praia de Nossa Señora e sempre com uma vista sobre a ilha de San Martiño. Para tomar esta rota, basta continuar em frente no mesmo cruzamento em que virarias à direita para fazer a rota do Monte Faro.

Tal como em O Faro, existem duas rotas na ilha a norte, Monteagudo. A primeira, e bem curtinha, leva-te até ao Alto do Príncipe. Esta segue o caminho para a praia de Figueiras e junto às dunas de Figueiras-Muxieiro. O Alto do Príncipe é ótimo miradouro sobre a costa oeste da ilha, com as suas intricadas formações rochosas, e é ainda um ótimo ponto para observar aves.

Para ficares a conhecer a zona mais arborizada de Monteagudo, segue a rota conhecida pelo nome da ilha. Esta começa inicialmente por seguir o mesmo caminho da rota do Alto do Príncipe, mas eventualmente diverge continuando em frente, para norte.

O ponto final desta rota é o farol de O Peito, o ponto mais próximo do continente, a apenas dois quilómetros. Daqui é possível ver não só a costa galega como também a ilha de Ons, que é também parte do Parque Nacional das Ilhas Atlânticas da Galiza.

Resumo das trilhas das Ilhas Cíes:

  • Rota do Monte Faro
  • Rota do Farol de A Porta
  • Rota de Monteagudo
  • Rota do Farol de O Peito

Guia das Ilhas Cíes – outras atividades a fazer nas Ilhas Cíes

Com as suas águas tão cristalinas era difícil imaginar que as ilhas Cíes não seriam um local de excelência para atividades aquáticas. Snorkeling é aqui bastante popular. Basta uma máscara de mergulho para descobrir um mundo subaquático que inclui polvos, uma enorme variedade de peixes, algas e crustáceos.

O caiaque e o mergulho são também atividades bastante procuradas nas ilhas Cíes. A mesma empresa que assegura a gestão do parque de campismo também é responsável pela tours de caiaque e mergulho.

Como já mencionamos na nossa secção sobre as rotas das Cíes, estas ilhas são um ótimo local para quem gosta de observar aves ou mesmo para os curiosos que querem experimentar esta atividade. São muitos os observatórios de aves ao longo dos caminhos das ilhas, e para além da familiar gaivota, aqui pode-se observar espécies como corvos marinhos, açores e falcões peregrinos.

À noite, passamos dos pássaros para as estrelas. As ilhas Cíes são consideradas um destino Starlight, o que significa que a baixa poluição luminosa torna as ilhas num local ideal para observar o céu noturno.

Resumo das atividades nas Ilhas Cíes:

  • Snorkeling
  • Mergulho
  • Caiaque
  • Observação de aves
  • Observação de astros

Guia das Ilhas Cíes – onde comer nas Ilhas Cíes

Como já deves ter percebido, as ilhas Cíes são um destino bastante selvagem, sem grandes infraestruturas turísticas fora do campo de campismo. A oferta de restauração nas ilhas é por isso reduzida.

Ainda assim, existem quatro estabelecimentos nas ilhas. O Restaurante Rodas, em Monteagudo e os Bar Restaurante Serafín, Restaurante Tapería Illas Cíes, Bocadillo Begoña em O Faro, junto ao parque de campismo.

Há também um supermercado junto do parque. Prepara-te no entanto para preços bastante inflacionados em todos os estabelecimentos, bem como para filas longas nos restaurantes.

Resumo dos restaurantes nas Ilhas Cíes:

Restaurante Rodas – Saladas, peixe e marisco, bufete

Bar Restaurante Serafín – Carne e peixe, grelhados

Restaurante Tapería Illas Cíes – Saladas, salgadinhos e mariscos

Bocadillo Begoña – Sanduíches e outras pequenas refeições

Seguro de Viagem

Para contratar o teu seguro de viagem, aconselhamos a IATI, com uma excelente gama de seguros, incluíndo aquela que é, provavelmente, a melhor cobertura do mercado. 

Se reservares connosco, através deste link, tens 5% de desconto no teu seguro e, ao mesmo tempo, dás-nos uma ajuda preciosa 🙂

Consulta do Viajante

Aconselhamos a marcar a tua consulta na Consulta do Viajante Online. Insere o código flamingo para teres 5% de desconto em consultas para 2 ou mais pessoas.

Tours & Atividades

Reserva já os teus tours ou atividades no Viator, do grupo Tripadvisor! E ao fazê-lo estás-nos a dar uma grande ajuda 🙂

Queres receber notificações acerca de novas ofertas?

Regista-te e decide a frequência de envio. Não vamos enviar spam!

Sugestões de viagem