O que fazer em Santo Antão, Cabo Verde – Onde comer e melhores locais para visitar 🇨🇻

  • 13.06.2024 00:00
  • Bruno A.

Miniguia detalhado com tudo o que fazer em Santo Antão. Inclui dicas acerca de restaurantes, actividades e melhores pontos turísticos e locais a visitar na ilha Cabo-Verdiana, incluindo Porto Novo, Paúl e Ribeira Grande, bem como um conjunto fenomenal de trekkings nas proximidades do Vale de Paúl e em redor do eixo Cruzinha – Ponta do Sol.

Queres receber notificações acerca de novas ofertas?

Regista-te e decide a frequência de envio. Não vamos enviar spam!

Este miniguia com tudo o que fazer na ilha de Santo Antão faz parte do nosso Guia Geral de Viagem de Cabo Verde. Consulta-o para saberes todas as dicas práticas e informações importantes sobre o país, incluindo transportes, hotéis, melhores praias e muito mais!

Santo Antão, Cabo Verde – A pérola natural do Barlavento

É impossível não traçar paralelismos entre as ilhas da Brava e de Santo Antão. Embora pertencentes a grupos diferentes, a primeira no Sotavento e a segunda no Barlavento, ambas são ilustres desconhecidas dos turistas, frutos de serem os territórios Cabo-Verdianos mais isolados a ocidente (no caso de Santo Antão, o único acesso é mesmo por via marítima). Para além disso, ambas fazem dos seus trilhos, montanhas e paisagens naturais as principais valias e pontos de interesse, contrariando assim a ideia feita de que Cabo Verde é exclusivamente um destino de praia. No caso específico de Santo Antão, os principais de destaque incluem a capital Porto Novo, Paúl e Ribeira Grande, bem como um conjunto fenomenal de trekkings nas proximidades do Vale de Paúl e em redor do eixo Cruzinha – Ponta do Sol e Ribeira da Torre – Corda.

Posto isto, se estás de partida rumo a Cabo Verde e procuras o que fazer em Santo Antão, queremos deixar-te um miniguia com todos os locais e pontos turísticos a visitar na ilha, bem como uma compilação dos restaurantes mais badalados.

Locais e actividades a não perder na ilha de Santo Antão

Trilhos de Santo Antão – Vale do Paúl e Ponta do Sol

Não fosse o seu relativo isolamento e obscuridade, e já há muito que Santo Antão se teria tornado um dos destinos de trekking mais populares do planeta. Não estamos a exagerar – a quantidade e diversidade de trilhos são de tal forma extraordinárias, dos vales e montanhas às orlas costeiras, que podias facilmente passar uma semana por estas bandas só a completar diferentes percursos sem nunca sentires que estás a ver a mesma coisa repetidamente. Aliás, e assumindo que o teu tempo será bastante limitado, o difícil será mesmo escolher… mas estamos aqui para ajudar! Para uma caminhada pelo interior montanhoso da ilha, o melhor é centrares atenções no Trilho do Vale do Pául, que une a caldeira da Cova às localidades de Ribeira das Patas e Paúl, já junto à costa. Por outro lado, para a caminhada litoral mais popular de Santo Antão, terás que completar o trecho Cruzinha – Ponta do Sol, que passa ainda nas aldeias cénicas das Fontainhas e de Xôxô.

A par dos trilhos, e caso não tenhas a disponibilidade física e/ou temporal para fazer trekkings, é perfeitamente possível conduzir por alguns troços de estrada com vistas fenomenais das variadíssimas paisagens de Santo Antão. Se for esse o teu caso, podes apreciar a vista panorâmica da Cova de Paúl e da encosta do Delgadinho a meio caminho entre Porto Novo e Ribeira Grande; e do Miradouro de Campo Redondo entre Porto Novo e Tarrafal de Monte Trigo. Para poderes viajar pelas vias de Santo Antão e parar onde bem te apetecer, a melhor solução passa por contratares um taxista para te acompanhar ao longo do dia.

Visitar uma destilaria de grogue

Embora muitos estejam familiarizados com o grogue, a bebida mais famosa de Cabo Verde, poucos saberão que Santo Antão é um dos principais centros de produção da bebida no país. Uma aguardente feita a partir da cana-de-açúcar, existe um período específico para a produção da bebida, sendo que, no caso de Santo Antão, quem produzir grogue fora do intervalo de meses entre Janeiro e Julho arrisca-se a ser multado. Ou seja, se visitares a ilha na segunda metade do ano, o mais provável é não conseguires visitar nenhuma destilaria.

Ainda assim, se o timing se alinhar, esta é uma excelente forma de provar e aprender mais sobre o processo de fabrico do grogue, do cultivo da cana à fermentação da calda! Podes encontrar várias destilarias um pouco por toda a ilha, mas a maior parte delas está concentrada em Ribeira da Cruz e na Corda.

Paúl

Destino final do Trilho do Vale do Paúl, esta pequena aldeia homónima à beira-mar plantada é o sítio ideal para relaxar durante umas horas (ou uns dias), antes de voltares ao trekking. Ainda que não seja propriamente rica em atracções, o cenário de Paúl é inexplicavelmente magnético, ali aninhada entre o mar e a imponente montanha. Para além disso, existem algumas atracções nas imediações de Paúl que vale a pena visitar! Um pouco mais a sul, o Farol de Fonte Pereira de Melo é um excelente ponto de vigia para apreciar o mar, ao passo que mais a norte, na insuspeita aldeia de Sinagoga, podes ir a banhos nas piscinas naturais da localidade. Em suma, Paúl é um sítio calmo e tranquilo, ideal para descansar entre caminhadas e ver a vida passar lentamente.

Ribeira Grande

Considerada uma das localidades mais encantadoras de Santo Antão, a pequena Ribeira Grande desfruta também de uma localização muito interessante, entre as montanhas e o oceano. Com um centro histórico pequenino, mas muito agradável, e vários miradouros espalhados pelas escarpas em seu redor, com vistas imbatíveis sobre a vila e as águas do Atlântico, este é sem dúvida um local que merece uma visita. Ainda assim, a principal atracção de Ribeira Grande, e provavelmente o seu marco mais distinto, são os inúmeros murais pintados espalhados por todo o território. Parte de um projecto paisagístico e de arte urbana, estes trabalhos dão um ar bastante suis generis a um local que, caso contrário, seria apenas mais uma vila insular africana.

Se ainda tiveres tempo, podes também visitar o mercado local e fazer um passeio de barco pela costa.

Porto Novo

Embora seja mais ou menos unânime que Porto Novo é a mais aborrecida (ou menos apelativa) de todas as capitais de ilha Cabo-Verdianas, a verdade é que terás sempre que passar por aqui. Afinal, uma vez que Santo Antão não é servida por qualquer aeroporto, a via marítima é a única solução para visitar a ilha, e o terminal de balsas fica precisamente situado em Porto Novo. Como tal, e já que não tens escolha, mais vale dar um passeio pela cidade e tirares as tuas próprias conclusões.

Verdade seja dita, não há de facto muito para ver ou fazer em Porto Novo para lá de meia dúzia de ruas coloniais e igrejas, mas é um bom cartão de visita antes de rumares ao interior montanhoso. Para além disso, numa ilha que – estranhamente – não é propriamente conhecida pelas suas praias, em Porto Novo podes sempre estrear-te nas idas a banhos em Santo Antão, seja na praia local, ou na próxima Praia dos Curraletes. Ainda assim, se quiseres mesmo fazer da praia uma parte importante da tua visita, então terás que rumar mais a sul e visitar a pequena localidade de Tarrafal de Monte Trigo.

Onde comer em Santo Antão – Melhores restaurantes

Seguro de Viagem

Para contratar o teu seguro de viagem recomendamos a Heymondo, que tem aquela que é, para nós, a melhor gama de seguros da atualidade, com uma relação qualidade-preço imbatível, e que inclui também cobertura para os teus equipamentos eletrónicos.

Se reservares connosco, através deste link, tens 5% de desconto no teu seguro e, ao mesmo tempo, dás-nos uma ajuda preciosa 🙂

Consulta do Viajante

Aconselhamos a marcar a tua consulta na Consulta do Viajante Online. Insere o código flamingo para teres 5% de desconto em consultas para 2 ou mais pessoas.

Tours & Atividades

Reserva já os teus tours ou atividades no Viator, do grupo Tripadvisor! E ao fazê-lo estás-nos a dar uma grande ajuda 🙂

Queres receber notificações acerca de novas ofertas?

Regista-te e decide a frequência de envio. Não vamos enviar spam!

Sugestões de viagem