Turistas europeus recomeçam a reservar voos para o Verão. Em julho, a Ryanair quer operar mil voos diários

  • 28.05.2020 18:13
  • João
Ryanair

Numa entrevista à Reuters, o CEO da Ryanair, Michael O’Leary, anunciou um aumento significativo de reservas, principalmente por viajantes britânicos e irlandeses, para destinos da Europa do Sul.

Queres receber notificações acerca de novas ofertas?

Regista-te e decide a frequência de envio. Não vamos enviar spam!

Neste último fim de semana verificámos um grande aumento de reservas para os nossos voos da Irlanda ou Reino Unido para Espanha, Portugal e Itália, e parece que a tendência se vai manter esta semana, declarou O’Leary à Reuters

Estes dados parecem parece indicar que muitos europeus irão voar para destinos mais quentes durante este Verão, mesmo que isso possa implicar bastantes constrangimentos. No Reino Unido, por exemplo, qualquer cidadão que entre no país a partir de 8 de junho vai ser sujeito a uma quarentena de 14 dias, sendo ou não cidadão britânico.

No entanto, O’Leary espera que, tal como já fizeram Espanha e Itália, a medida não entre em vigor no Reino Unido ou seja revertida pouco tempo depois:

O Reino Unido e a Irlanda ou vão abandonar (os planos de quarentena) sem muito alarido ou vão reverter-la como medida de abertura gradual, nas próximas duas semanas. Estou confiante em relação a isso.

O CEO da Ryanair acrescentou ainda que, devido ao aumento da procura, a companhia planeia operar cerca de mil voos diários, prevendo uma taxa de ocupação de 50% a 60%. Ainda que muito abaixo de anos anteriores, é um número significativo, tendo em conta o contexto atual, em que muitos viajantes nem sequer colocam a hipótese de sair do país.

Queres receber notificações acerca de novas ofertas?

Regista-te e decide a frequência de envio. Não vamos enviar spam!

Sugestões de viagem